Durante o Renascimento (século 14 ao 19), os alfaiates eram exclusivos apenas para a realeza, o que caracterizada luxo pelo fato de trabalhar com roupas exclusivas e de modelagem única. Mas foi no século 18 que a alfaiataria ganhou força e com os passar dos anos e a modernidade chegando, a alfaiataria passou de luxo à moda para os homens que gostam de vestir-se bem ou possuem uma necessidade específica como: um terno para uma cerimônia, palestras, entrevista…

No Brasil, a alfaiataria chegou com a corte portuguesa. Um dos maiores movimentos emancipacionistas da história do país, a Conjuração Baiana, em 1798, ficou conhecido como a Revolta dos Alfaiates, graças ao grande número de representantes dessa categoria no levante.

O trabalho da Alfaiataria Guerreiro pode funcionar de acordo com a sua necessidade. Podemos arrumar suas roupas e fazer ajustes de forma personalizada e sofisticada para que você tenha a melhor peça em suas mãos!

×